Abrindo um vinho

TORRES ligado ao mundo do vinho há mais de três séculos

Clube Paulistano - Corré de cordeiro com zaatar e cuscuz marroquino
Corré de cordeiro com zaatar e cuscuz marroquino

Por Bruno Airaghi.

Penedès é uma denominação de origem de vinhos produzidos na Catalunha, noroeste da Espanha. Uma das mais antigas regiões vinícolas da Europa. Seus limites não coincidem nem com divisões geográficas nem políticas. A região estende-se por longa faixa de terra, entre as montanhas e o Mediterrâneo, no caminho que vai de Tarragona a Barcelona.

Obviamente, o clima aqui é mediterrâneo. Os verões são quentes, os invernos, suaves, e as chuvas, moderadas, estão concentradas principalmente na primavera e no outono. Mas a variação climática é bastante grande na região. A denominação é composta por três zonas distintas: Penedès Superior (próximo às cordilheiras do interior), Penedès Marítimo ou Baixo (entre o mar e as colinas costeiras) e Penedès Central (na planície entre essas duas zonas).

Cerca de 75% dos vinhedos da denominação estão ocupados com vinhas de cepas brancas, e as mais cultivadas são Xarel-lo, Macabeu, Parellada, Chardonnay e Moscatel d’Alexandria. Entre as tintas, as mais cultivadas de acordo com as regras do conselho regulador são Merlot, Cabernet Sauvignon e Tempranillo.

A vinícola desta edição é centenária, as raízes da família Torres no Penedès remontam ao século XVII. Documentos revelam que, mesmo naqueles dias, os ancestrais da família Torres eram vinicultores e vendiam vinhos em pequena escala.

Desde suas origens em 1870, Torres combina tradição e inovação para se tornar uma vinícola de referência no setor de vinho de qualidade e brandies. Seu fundador foi Jaime Torres Vendrell (1843-1904), o atual presidente é Miguel A. Torres que, ao ingressar na empresa em 1962, modernizou as técnicas de viticultura e vinificação.

Desde a fundação até hoje, alguns momentos são dignos de menção:
• Com a Guerra Civil Espanhola, a adega foi parcialmente destruída por um bombardeio aéreo em 1939.
• Em 1997 o conhaque Torres 20 Hors d’Age foi escolhido o melhor brandy do mundo.
• Dando um salto a 2014, a revista britânica Drinks International reconheceu a Bodegas Torres como a marca de vinhos mais admirada do mundo.
• Já em 2015, foi premiada com o Green Awards pelo uso de energias renováveis.

Coronas é uma marca bem antiga, registrada em 1907. A variedade tradicional Tempranillo é a base com pequena proporção de Cabernet Sauvignon, sendo um DO Catalunha. Trata-se de um vinho de 2015 de cor rubi, com aromas de frutos silvestres com notas de torrado. Apresenta corpo exuberante com taninos refinados e suculentos. Harmoniza bem com churrasco, cordeiro, embutidos e peixe. Imponente pela história e tradição, é próprio para meditação.

Salute!

Para comentários sobre o artigo, envie e-mail para abrindoumvinho@paulistano.org.br

Aumentar Texto
Contraste