Clube Athletico Paulistano

menu menu menu
Login/Área Restrita

Adaptação de alunos dos níveis 1 e 2

A época de adaptação na escola do Clube Paulistano é muito especial. Para cada criança e família, o processo ocorre de um jeito ligeiramente diferente e, em parte, imprevisível.

O período de adaptação é o tempo necessário para que a criança conheça e aceite os professores, outras crianças da mesma turma e espaços utilizados para as aulas. Pode ser mais longo ou mais breve, mas é imprescindível a todos.

Muitas crianças se sentem inseguras na hora desta separação, pois ainda é um momento novo e desconhecido, o que pode intensificar sua dependência junto aos pais.

Na fase de adaptação é comum a criança apresentar uma série de mudanças de comportamento, como agressividade, regressão, dependência, ansiedade ou outras formas de conduta.

Tais atitudes desaparecerão gradativamente a partir do momento em que se sentir mais próxima dos professores e dos colegas, canalizando para a Escola de Esportes grande parte dos seus sentimentos e necessidades.

Algumas crianças menores sentem-se mais seguras se trouxerem um objeto ou brinquedo que lhes deem conforto, que servirá como mediador entre o lar e a Escola de Esportes.

Este será um tranquilizador da ansiedade gerada pela separação dos pais que, aos poucos, a própria criança deixará de lado para integrar-se à nova rotina. Progressivamente, adquirirá confiança na sua capacidade de criar e de aventurar-se além da família, experimentando sua participação em situações novas.

E não são só a criança e a família que enfrentam mudanças. O educador também precisará se adaptar e descobrir, pouco a pouco, seus novos parceiros do dia a dia.

Para que a criança se sinta mais tranquila, seguem algumas orientações para facilitar o processo de adaptação:

– Conversar com a criança sobre a Escola de Esportes de maneira tranquila, procurando ouvi-la mais do que falar. Não demonstrar ansiedade fazendo um questionário do que se passou.

– Procurar contar o que será feito no período em que ela estiver na Escola de Esportes e, principalmente, afirmar que esperarão por ela na saída. Organizar, especialmente nos primeiros dias, para não haver atrasos de forma alguma. 

– Mostrar firmeza e segurança na hora de deixá-la com o professor, e despedir-se carinhosamente. Se ela não quiser participar da atividade, procurar incentivá-la durante a aula.

– Preparar-se para recaídas: seu filho pode entrar na escola e ficar bem nos primeiros dias, mas depois fazer manha e recuar. Isso é normal e esperado, já que a curiosidade inicial foi saciada e começa a sentir mais forte a separação dos pais. 

– Cuidado para não vacilar diante de choros e birras e da vontade de dar um último beijo e abraço, deixando-se assim manipular pela criança. Quanto mais se mostrar firme e tranquilo, mais segura ela se sentirá.

– Não comentar, na presença da criança, as atitudes dela na Escola de Esportes. Ao contrário, reforçar o fato de ter ficado sem chorar, mesmo que por pouco tempo.

Se necessário, apenas uma pessoa, familiar ou babá, deve permanecer na aula durante o processo de adaptação.

O Recanto Infantil do Club Athletico Paulistano faz a sua história há mais de 50 anos.

Compartilhar
Aumentar Texto
Contraste