Clube Athletico Paulistano

menu menu menu
Login/Área Restrita

Fique atento

Comunicado Oficial N. 03

CLUB ATHLETICO PAULISTANO.
31 de março de 2020
.

CÁLCULOS FINANCEIROS

A Diretoria do Paulistano mantém rotina de trabalho constante durante o período em que o Clube está fechado para associados, em precaução contra a pandemia do novo coronavírus. Nessa segunda-feira, 30 de março, o presidente, Paulo Movizzo, discutiu, novamente, adequações do orçamento anual com vice-presidentes e diretores da área financeira.

Após extensa análise, concluiu-se que cada mês sem frequência de sócios poderia resultar em déficit superior a R$ 1 milhão aos cofres do Paulistano, dependendo do crescimento da taxa de inadimplência, impulsionada por crise financeira.

Na situação atual, há diminuição de gastos, mas a queda de receitas é ainda mais acentuada. Sem quantias normalmente arrecadadas, como mensalidades de cursos e faturamento de bares e restaurantes, o Clube conta apenas com as contribuições sociais, destinadas, quase na totalidade, aos gastos com pessoal. Sobre essa despesa, a maior do CAP, acordo celebrado entre sindicatos patronal e dos empregados nesta terça-feira, 31 de março, institui reduções de jornada e salário para todos os funcionários, com raras exceções, em 25%, a partir de 1º de abril.

Neste quadro de déficit mensal, com a impossibilidade de antecipar a duração da pandemia ou o crescimento da inadimplência nos pagamentos ao Clube, determinou-se que, por hora, as contribuições sociais serão cobradas integralmente.

Especialistas preveem que grave crise econômica se aproxima, e a Diretoria do CAP não ignora que muitos associados poderão ser atingidos. Solidária, persiste na busca por maneiras de amenizar as responsabilidades financeiras dos sócios. A evolução do cenário será avaliada regularmente e novas deliberações surgirão.

Histórico

Desde os primeiros dias de março, a Diretoria do Paulistano acompanha com atenção os desdobramentos causados pela pandemia da covid-19. Decisões foram tomadas de maneira gradual, intensificadas aos poucos, seguindo orientações dos órgãos governamentais e do Comitê de Saúde, composto por médicos, sócios e funcionários do Clube.

A primeira medida foi o cancelamento de eventos que resultariam em aglomerações, como o lançamento do vinho 120 anos do CAP, marcado para 13 de março, o Dia do Vôlei, programado para 14 de março, sessões de cinema dos dias 14, 15 e 16 e o Sunset, que ocorreria no dia 19.

Em 16 de março, mais um passo. Com a verificação de aumento no número de casos de infectados pelo novo coronavírus no Brasil, principalmente na cidade, decidiu-se pelo veto ao acesso dos sócios ao Paulistano por tempo indeterminado, a partir do dia 18. A resolução acabou por antecipar medidas restritivas anunciadas pelos governantes de São Paulo na semana seguinte.

Na sequência, todos os departamentos do Paulistano iniciaram complexo planejamento, voltado a criar estrutura que mantivesse o Clube com o mínimo de funcionários. Colaboradores foram incentivados a sair de férias, outros passaram a trabalhar em seus lares. Uma terceira parte, cujas funções não podem ser desempenhadas remotamente, permanecem em casa, com registros em bancos de horas. Manutenções e serviços de higienização, necessários e obrigatórios, continuam em andamento, assim como obras já contratadas, cujas paralisações onerariam ainda mais as reservas financeiras do CAP. Em todo esse processo, funcionários a partir de 60 anos tiveram os cuidados priorizados.

Diretores e suas equipes vivenciam experiência jamais imaginada. Estão, assim como os associados, em fase de aprendizado e adaptação, quando problemas e soluções surgem diariamente.

O Paulistano, independentemente dos obstáculos, segue em frente.

A Diretoria

Paulo Cesar Mario Movizzo
Presidente

De acordo

Renato Vasconcellos de Arruda
Presidente do Conselho Deliberativo

Celso Bueno Doria
Presidente do Conselho Fiscal

Compartilhar
Aumentar Texto
Contraste