Clube Athletico Paulistano

menu menu menu
Login/Área Restrita

Sustentabilidade

Copo Plástico em Debate

Paulistano trabalha para ampliar projeto de eliminação de descartáveis

O gerenciamento de resíduos é um dos graves problemas ambientais da atualidade, sendo os itens descartáveis protagonistas no tema. Após mudar a política de distribuição de canudos em bares e em restaurantes e de sacolas nos vestiários, o Clube tenta agora diminuir de vez a utilização de copos plásticos em todas as suas áreas.

O primeiro passo foi dado na Academia, onde frequentadores utilizavam mais de 12 mil unidades do material por mês. Após enquete registrar 82% de votos favoráveis à remoção, recolheram-se os copos plásticos do espaço em junho. A ideia é, progressivamente, expandir a retirada do material para os departamentos em que trabalham os funcionários do Clube.

Em dezembro, canecas de fibra de coco foram distribuídas na festa de colaboradores e muitos desses adotaram o objeto como parte do cotidiano.

A iniciativa de determinar a troca em definitivo envolve diversos pontos complexos, como os itens substitutos, sempre reutilizáveis, e o processo de higienização. Opções estão em estudo para que, em breve, essa importante mudança cultural seja estabelecida.

Segundos de uso, anos de poluição

Cerca de 100 mil toneladas de copos descartáveis são produzidas anualmente no Brasil. Estima-se que, no país, 720 milhões de unidades sejam usadas em um dia. Empilhadas, poderiam dar uma volta e meia na Terra.

Para piorar o quadro, raramente as práticas de descarte adotadas exploram de maneira satisfatória o potencial de reciclagem do produto, que se torna poluidor do meio ambiente. Quem opta por reutilizar diminui a própria pegada ambiental, poupa recursos naturais e deixa de incentivar um ciclo de consumo que retarda o processo de transição da economia linear para circular.

TAMPINHAS
O programa de arrecadação de lacres de latinhas de alumínio, desenvolvido em parceria com o Rotary, já rendeu 24 cadeiras de rodas que, nos últimos anos, foram presenteadas pelo Clube a familiares de funcionários.

A partir do segundo semestre de 2019, o projeto foi ampliado para outro material: tampas plásticas de garrafas, que também serão trocadas por cadeiras de rodas. O Paulistano recolherá doações de lacres e tampinhas em caixas coletoras colocadas próximo às suas portarias.

NOVO DIRETOR
Em junho, André Corsi Rodrigues assumiu a Diretoria de Sustentabilidade. Sócio desde que nasceu, o conselheiro já havia integrado a Comissão de Sustentabilidade e, nos últimos anos, dedicava-se às ações promovidas pelo CAP do Bem. “O Paulistano é uma referência em sustentabilidade, principalmente por seu programa de descarte correto e reciclagem. Queremos manter o trabalho de disseminação de uma cultura mais sustentável, ampliando o foco em campanhas que promovam a diminuição do consumo de determinados itens e, assim, a produção de resíduos”, afirma.

Compartilhar
Aumentar Texto
Contraste