Clube Athletico Paulistano

menu menu menu
Login/Área Restrita

Financeiro

A Condução financeira do Clube perante incertezas na economia

Clube-Paulistano-Financeiro-Rogério-Nelson

Desde que a aproximação da crise causada pelos desdobramentos da pandemia da covid-19 tornou-se evidente, a Diretoria estuda formas para amenizar as responsabilidades econômicas dos associados.

Diferentes comunicados divulgados reiteraram postura cautelosa, baseada em cálculos, análises e simulações. Assim sendo, o Paulistano priorizou alternativa que auxilia os sócios prejudicados pelo cenário econômico atual, sem, no entanto, apresentar risco ao patrimônio do CAP.

Em reunião, realizada em 15 de abril, a Diretoria definiu os parâmetros das primeiras alterações na cobrança da contribuição social.

A seguir, a Diretoria Financeira, em resposta às perguntas que lhe têm sido dirigidas com maior frequência, explica e detalha pontos fundamentais destas alterações.

Se o Clube obteve uma redução de 25% nas despesas com a folha de pagamento, por que não diminuiu as mensalidades dos sócios nesta mesma proporção?
Com o Clube fechado, as receitas ficam restritas apenas ao que é recebido das contribuições sociais. Significativas quantias, como as advindas de bares e restaurantes, cursos, estacionamento e aluguel de armários, permanecem zeradas neste período.

Por outro lado, muitas das despesas continuam sendo incorridas, mesmo com o não funcionamento do Clube. São os chamados custos fixos. Ressaltem-se aqui as despesas com a folha de pagamento, que, mesmo tendo sofrido uma redução de 25% em função de negociação com o sindicato da categoria, continuam a ter peso importante.

O consumo de eletricidade, água e gás sofreu redução, em média, de 46%. Atuações nas áreas de manutenção, limpeza e fiscalização, mesmo em menor escala, continuam sendo necessárias. O Clube, através de renegociações com seus prestadores de serviços, obteve reduções no montante pago no que se refere à limpeza e à operação do estacionamento.

Observa-se, no entanto, que as despesas, indispensáveis à preservação do Patrimônio do Clube, são maiores em, aproximadamente, R$ 720.000,00 mensais que o arrecadado com as contribuições sociais, montante este que terá de ser coberto pelo Caixa do Clube. Ressalte-se aqui que a previsão da entrada das contribuições sociais está baseada no histórico de 2% de inadimplência. Caso ela aumente, maiores recursos terão de ser obtidos do Caixa.

Com o fechamento nos meses de abril, maio e junho:

Clube-Paulistano-Comunicado-Oficial-5

Os gastos estão compostos pelas despesas abaixo:

Clube Paulistano - Comunicado Oficial 5

Por que as obras do Clube não foram paralisadas?
As obras em andamento, seja por razões técnicas ou contratuais, não foram interrompidas, pois isto acarretaria pesado ônus financeiro.

Serão realizadas também: a) reforma da piscina olímpica, custeada por recursos obtidos através do Comitê Brasileiro de Clubes, já contratada e com prazo de execução determinado; e b) a implantação do novo sistema de catracas, também já contratada.

Que mudanças, então, foram determinadas nas contribuições sociais?
Decidiu-se oferecer plano de parcelamento dos boletos com vencimentos em 10 de maio e 10 de junho. Aqueles que optarem por essa via deverão quitar 50% dos valores nas datas convencionais e, a partir de setembro, pagarão o remanescente de ambas as contribuições, em seis parcelas mensais iguais e consecutivas. Já o sócio que liquidar a contribuição à vista, na data de vencimento, inclusive via débito automático, terá 3% de desconto.

Por que o parcelamento? Por que não um abatimento maior na mensalidade para todos os sócios?
Ressaltamos a intenção de facilitar o pagamento, por meio do parcelamento, para os sócios mais afetados pela pandemia e, ao mesmo tempo preservar o Caixa num nível que garanta a necessária segurança na operação do Clube em época de incertezas como a atual. Os 3% oferecidos são uma compensação para os que decidirem quitar à vista os boletos de maio e junho.

Que mais pode ser feito em benefício dos sócios que passam por dificuldades financeiras em função da pandemia?
As multas por atraso no pagamento da contribuição social passarão dos atuais 10% para 2%, enquanto o Clube estiver fechado aos associados.

Como efetuar o pagamento?
Os sócios receberão dois boletos, um referente ao pagamento parcelado, e o outro para pagamento à vista, e deverão optar pelo pagamento de apenas um deles.

Os sócios que fazem o pagamento por débito automático em conta bancária terão à sua disposição, num primeiro momento, somente a instrução para pagamento à vista, já com os 3% de desconto.

Nesse caso, se quiserem optar pelo parcelamento, deverão contatar a Tesouraria do Clube, através do e-mail financeiro@paulistano.org.br ou do telefone 11 3065-2100 até o dia 6/5

INSTRUÇÕES PARA PAGAMENTO DO BOLETO

E as demais cobranças?
Seguem zeradas as mensalidades de cursos culturais e esportivos. A Diretoria também deliberou pela restituição das taxas de armários e de ingresso de babás e acompanhantes relativas ao mês de abril, deixando de cobrá-las nos meses de maio e junho. Para as mensalidades do Recanto Infantil, foram dadas as mesmas condições formatadas para a contribuição social.

O que o sócio deve esperar na sequência, como novas medidas da Diretoria Financeira?
Novas medidas poderão ser adotadas, na mesma linha equilibrada, dependendo de diversos fatores, como prolongamento dos efeitos da pandemia no Brasil e crescimento da inadimplência nos pagamentos ao Clube.

Compartilhar
Aumentar Texto
Contraste